segunda-feira, 21 de julho de 2014

Projetos retornam a todo vapor em julho!

Na semana que se inicia no dia 21 de julho de 2014 voltam a funcionar todos os projetos e programas de contraturno na EMEF "Dr João Maria de Araújo Júnior". São ao todo 5 projetos que colocam crianças e adolescentes em várias situações diferenciadas de aprendizagem. 
Para as crianças, sobretudo de 3º, 4º e 5ºs anos, existem as seguintes atividades:
- Programa Segundo Tempo: 25 crianças vão de manhã para a Associação Atlética Ferroviária e lá fazem atividades esportivas variadas;
- Programa Mais Educação + Programa Segundo Tempo: 50 crianças vão para a Associação Atlética Ferroviária, fazem atividades esportivas e às 10h iniciam as atividades do Mais Educação na escola. Para este semestre, as atividades são de Leitura e Escrita, Matemática, Meio Ambiente e Desenho e Pintura.
Já para os adolescentes, existem algumas atividades a mais. São elas:
- Programa Segundo Tempo: 25 adolescentes vão para casa, almoçam e depois vão para a Associação Atlética Ferroviária praticar atividades esportivas. Para esse programa ainda existem vagas disponíveis para este semestre;
Programa Mais Educação + Programa Segundo Tempo: 50 adolescentes ficam na escola após a aula, almoçam e vão para as atividades de Leitura e Escrita, Matemática, Meio Ambiente e Desenho e Pintura.
- Curso de Língua Estrangeira com música: espanhol e inglês ensinados através de músicas com o Professor Carlos Ribeiro, para alunos de 8ºs e 9ºs anos.
- Curso de street dance, em projeto financiado pela CAIO, cujas 30 vagas já estão sendo preenchidas por alunos de 6º, 7º e 8º que frequentam o Mais Educação e o Segundo Tempo e que vai ser iniciado no dia 25 de julho e vai até o final do mês de outubro.
- Cursinho da 6ª aula, para alunos pré-selecionados dos 9ºs anos, preparando-os para os vestibulares de ingresso no Ensino Médio. São aulas de Ciências ministradas pela coordenadora Jaqueline Barea. Devido à organização dos demais projetos, as aulas só reiniciarão em agosto.
- Clube de Ciências: segundas e quintas-feiras à tarde, a turma de alunos dos 6ºs, 7ºs e 8ºs que assumiu o projeto como meta no início do ano segue firme com os experimentos acompanhados pela monitora e pela Dra. Lúcia Maria Paleari;
Para participar desses projetos, os alunos que demonstraram interesse, pegaram bilhetes  e levaram para os pais assinarem, dando anuência à participação do filho. Apenas para o cursinho da 6ª aula que foi realizado um processo seletivo através de prova-simulado.
Dessa forma, a escola é puro movimento o tempo todo e os participantes vão se desenvolvendo nas mais diferentes áreas do conhecimento.
Mais notícias em breve!

Conselho Municipal de Educação 2014 - Eleições

Pais, professores e funcionários estão convidados!

Nos dias 21, 22 e 23 de julho de 2014 estão abertas as inscrições para professores, pais e funcionários que queiram se candidatar às eleições para participar do Conselho Municipal de Educação (COMED) de Botucatu.
Para se candidatar, os interessados devem procurar fazer suas inscrições nas escolas ou através do site www.educatu.com.br, no link http://www.educatu.com.br/index.php?option=com_sfg&formid=13 que tem como título "Eleições do COMED".
A eleição dos representantes da comunidade escolar ocorrerá no dia 29 de julho de 2014 e todos os pais, professores e funcionários da comunidade estão convocados para virem votar e eleger o representante de sua categoria.
PARTICIPAR É IMPORTANTE!

Abaixo seguem-se as atribuições do COMED:
ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
Compete ao Conselho Municipal de Educação:

1. Participar da elaboração das políticas públicas para a educação do Município;

2. Avaliar e manifestar-se sobre o plano plurianual, as diretrizes orçamentárias e o orçamento anual relativos à educação; 

3. Fiscalizar a aplicação de recursos públicos e aqueles oriundos dos convênios, doações e outros, destinados aos setores públicos e privados da educação, incluindo verbas de fundos federais, estaduais e municipais;

4. Emitir parecer, quando solicitado, sobre: 
  • propostas de convênios educacionais, suas renovações entre o Município e entidades públicas ou privadas; 
  • o interesse e a necessidade de eventual assistência do Município às instituições particulares, filantrópicas, comunitárias e confessionais, no que se refere à educação.

5. Normatizar as seguintes matérias:
  • autorização de funcionamento, credenciamento e inspeção de estabelecimentos que integrem o SME;
  • parte diversificada do currículo escolar;
  • recursos em face de critérios avaliatórios escolares;
  • autonomia e gestão democrática das escolas públicas municipais;
  • classificação e progressão do estudante nas etapas da educação básica; 
  • integração, no SME, das instituições de educação infantil criadas e mantidas pelo poder público e pela iniciativa privada;
  • outras matérias mediante solicitação da Secretaria Municipal de Educação – SMED.

6. Assegurar a publicidade de informações sobre o SME, tais como o número de profissionais e de alunos, bem como as receitas, as despesas do setor e  o custo/aluno por níveis de ensino;

7. Responder a consultas e emitir pareceres em matéria de ensino e educação no âmbito do SME;

8. Estabelecer critérios que orientem a elaboração da proposta pedagógica das instituições que compõem o SME;

9. Autorizar mudanças na organização e no currículo da educação regulada por este Conselho, observada a legislação federal;

10. Funcionar como instância recursal no âmbito de suas atribuições;

11. Contribuir para o diagnóstico da evasão, repetência e problemas na oferta e na qualidade do ensino nas escolas, apontando alternativas de solução;

12. Propor ações educacionais compatíveis com programas de outras secretarias, como: Saúde, Desenvolvimento Social, Cultura, Esportes e Meio Ambiente, bem como manter intercâmbio com instituições de ensino e pesquisa;

13. Divulgar, através de publicações, as suas atividades nos veículos de comunicação do Município;

14. Autorizar e acompanhar experiências pedagógicas, assegurando a validade dos estudos realizados;

15. Acompanhar a política de convênios educacionais entre Município e entidades públicas e privadas;

16. Acompanhar e fiscalizar a implementação das diretrizes aprovadas na Conferência Municipal de Educação;

17. Elaborar e aprovar seu regimento interno;

18. Elaborar e aprovar o regimento, a organização, a convocação e normas de funcionamento das conferências municipais de educação, bem como as das plenárias municipais de educação;

19. Encaminhar à SMED a proposta orçamentária anual do CME;

20. Colaborar com o dirigente do órgão municipal de educação no diagnóstico e na solução de problemas relativos à educação, no âmbito do Município;

21. Zelar pela universalização da educação básica e pela gradual implantação da jornada escolar de 8 (oito) horas e do horário integral;

22. Zelar pelo cumprimento da legislação escolar aplicável à educação e ao ensino;

23. Pronunciar-se sobre as ações ou formas de cooperação entre União, Estado e Município;

24. Zelar pela valorização dos profissionais da educação;

25. Criar estratégias que favoreçam a ampla participação da comunidade, incentivando, dentre outras coisas, a criação de associações de pais, professores, alunos e funcionários nas questões de políticas educacionais do SME;

26. Participar da elaboração do Plano Municipal de Educação, bem como acompanhar e fiscalizar sua execução;

27. Propor normas complementares para o SME.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Óleo Fora D’Água 2014
     O Projeto Óleo Fora D´Água teve início há alguns anos em duas escolas estaduais, uma de Botucatu e outra de São Manuel. Através da Secretaria Municipal de Educação de Botucatu, chegou a todas as escolas municipais que são postos de coleta de óleo utilizado para que venha ser transformado em sabão e em biocombustível.
     A EMEF “Dr João Maria” já foi uma grande coletora de óleo usado para o projeto e todo ano tem alunos que se destacam na coleta, vindo a ganhar prêmios nas cerimônias organizadas pelos idealizadores do Óleo Fora D’Água.
     No ano de 2014, as coletas já iniciaram e quem deu o pontapé inicial foi o aluno Felipe Marques (na foto), seguido por outros, especialmente do Ciclo I.

     Para incentivar a coleta no segundo semestre, os alunos terão o incentivo de somar pontos para a Gincana Escolar que ocorrerá em outubro. Dessa forma, a escola pretende contribuir para com esse projeto que vem retirar litros e mais litros de óleo usado que possam vir poluir gravemente as águas de nossa cidade.
Felipe Marques do 7º C iniciando a coleta com cinco litros de óleo usado
Piolho na cabeça!

            Causa de desconforto e constrangimentos, os piolhos infelizmente estão na moda. Eles são vistos nas cabeças das crianças e dos adolescentes que frequentam a escola, seja em que “cabelo, cabeleira, cabeluda e descabelada” que for. Só de falar deles, a gente já coça a cabeça!
            Sem discriminação nenhuma, esses parasitas infestam pessoas de qualquer classe social, cor, idade e de qualquer lugar do mundo, pois o que esses insetos achatados e sem asas querem é se alimentar de sangue, resíduos da epiderme e secreções sebáceas. Não adianta acreditar que cabelos limpos não pegam piolhos, pois para pegar, basta estar próximo de quem tem ou compartilhar presilhas de cabelos ou travesseiros e toalhas com essas pessoas.
            A prevenção se dá cuidando dos cabelos, mantendo-os presos ou curtos e recorrendo ao pente fino todos os dias, após lavar os cabelos e passar o condicionador, pois assim o pente passa mais fácil e sem dor. Crianças e adolescentes em idade escolar não poderiam ter medida melhor de prevenção.
            Pensando justamente em prevenção, a Coordenadora Jaqueline Barea visitou as salas dos sextos anos para uma conversa a respeito. Colou bilhete aos pais nos cadernos dos filhos e deu ainda a letra de uma paródia feita por ela e por sua filha, a qual cantou passando orientações básicas para os alunos e suas famílias.
            A letra da paródia vem a seguir, com as informações necessárias aos pais que, em caso de filhos infectados com piolhos, devem procurar o serviço médico para confirmação das informações aqui prestadas e para acompanhamento adequado do tratamento.
            Outra indicação é o portal do piolho – www.piolho.org.br – um site onde todos podem obter informações seguras a respeito do Pediculus capitise outros piolhos. É coordenado pelo Dr. Carlos Fernando S. Andrade da UNICAMP. Vale a pena conferir.

Piolho na Cabeça
Limpa, limpa!
Vem pra cá e vamos trabalhar
eu quero avisar...já
Ta com piolho na cabeça?
Passa lidano ou
Permetrina
São remédios poderosos
Que matam tudo
Ajudam muito
O pente fino também tem que passar
E todo dia cuidar do seu cabelo
Não espere seu amigo notar
E também vir pegar
Escute bem o meu conselho!
O piolho é um parasita
Que suga sangue
e coça muito
se pensa que lêndea é bonita
ai que nojo
tira tudo
se esta sem dinheiro pra pagar
use vinagre com água é a solução
depois o pente fino passar para as lêndeas tirar
piolho não sai vivo não!
Eu não posso ficar o ano inteiro
Esperando pra você se tocar
Peça já pra sua mãe te ajudar
Pois piolhonão dá mais pra agüentar
Siga certinho o tratamento
Se cuidando até melhorar
Se você quiser, tem outra maneira
Remédio ivermectina vai tomar
Ta com piolho na cabeça?
Vá se cuidar
E volta limpo
Não fique dando bobeira

Porque os piolhos coçam muito
Alunos dos 9ºs anos visitam Colégio da Embraer

            No dia 12 de maio de 2014, os estudantes dos 9ºs anos da EMEF “Dr João Maria de Araújo Júnior” passaram a manhã no Colégio da Embraer Casimiro Montenegro Filho.
            O colégio iniciou suas atividades em 2013 na cidade de Botucatu e, desde então, abre 120 vagas para a primeira série do Ensino Médio todos os anos. Para concorrer a essas vagas, os alunos que estão terminando o Ensino Fundamental de 9 anos prestam uma prova, um vestibular organizado pela VUNESP, e os melhores colocados conseguem a vaga.
            No Colégio da Embraer o aluno fica o dia todo, tendo uma série de matérias e projetos que visam prepara-los para as maiores universidades do país e tem tido muito sucesso nessa tarefa. Estrutura adequada, professores, materiais, uniformes, alimentação e transporte gratuitos completam o pacote de educação de qualidade para aqueles que desejam continuar seus estudos na Educação Superior. Em contrapartida, o colégio exige o que todo bom estudante é capaz de oferecer: dedicação e responsabilidade, além da participação ativa da família na vida escolar de seus filhos.
            A visita dos alunos de nossa escola ao Colégio da Embraer visou estimular os alunos a se prepararem para o vestibular, dedicando-se mais aos estudos desenvolvidos na escola através do maior conhecimento da estrutura oferecida pelo colégio e das atividades que realizaram nos laboratórios temáticos.

            No ano de 2013, nove alunos da EMEF “Dr João Maria” entraram no Colégio da Embraer e, no ano de 2014, onze. Os esforços da EMEF “Dr João Maria” continuam no sentido de oferecer possibilidades aos alunos: simulados, professores que trabalham as questões do vestibular e ainda a sexta aula de Ciências, ministrada pela Coordenadora Pedagógica Jaqueline Barea, tudo esperando que as aprovações dos alunos mantenham ou superem os índices já obtidos. É esperar para ver.









Reunião de Pais e Mestres – 1º bimestre 2014

            A Reunião de Pais e Mestres do 1º bimestre de 2014 ocorreu no dia 17 de maio, um sábado, no período da manhã. Alguns pais adiantaram-se me pegar os primeiros horários, para poderem depois irem para o trabalho e os afazeres de final de semana, mas a maioria veio mesmo no último horário.
            Como em toda reunião bimestral, os pais foram de sala em sala conversando com os professores de seu filho, de forma a obter informações mais detalhadas do rendimento escolar e do comportamento na escola. Alguns ainda procuraram a Coordenadora Pedagógica para atendimento mais específico e algumas solicitações.
            Dos 330 bilhetes colados nos cadernos dos alunos, compareceram à reunião 101 pais, perfazendo 30% do total de pais. O gráfico a seguir mostra a relação entre o número total de alunos por ano escolar e a quantidade de pais presentes na Reunião de Pais e Mestres:


            Apesar da baixa frequência dos pais na Reunião de Pais e Mestres (representando 30% dos alunos), um fato positivo é observado: o aumento na frequência dos pais dos alunos dos 8ºs e 9ºs anos em relação ao ano passado, quando, a partir de um estudo retrospectivo foi constatado que os pais dos anos finais do Ensino Fundamental frequentavam menos as reuniões, deixando o rendimento escolar como responsabilidade apenas do filho.
            Vale a pena ainda destacar que, só neste ano, os pais já foram convocados a participar de reuniões na escola por três vezes: nos dias 19 e 20 de fevereiro para reunião de início de ano com a direção (primeiro, 6ºs e 7ºs anos e depois, 8ºs e 9ºs) onde foi verificado pela coordenação pedagógica que 119 bilhetes voltaram sem nenhuma assinatura indicando que os pais não acompanham os cadernos de seus filhos; no dia 12 de maio para eleição dos representantes dos pais no Conselho de Escola, onde, dos 330 bilhetes colados no caderno compareceram apenas 20 pais e a Reunião de Pais e Mestres referente ao primeiro bimestre de 2014.
            Resta à escola se empenhar mais ainda para que os pais participem desse importante momento da vida escolar de seus filhos, melhorando as formas de divulgação das reuniões e acolhendo sugestões.

As Reuniões de Pais e Mestres é o momento legalmente instituído exatamente para isso, para permitir que os pais demonstrem aos seus filhos o seu envolvimento para que eles tenham sucesso na vida escolar, dando exemplo de respeito, compromisso, pontualidade e participação e também de diálogo, estando junto aos professores para conhecer, discutir e colaborar para com a aprendizagem. 
Na biblioteca com Mayra

            Mayra Farias da Silva iniciou seu trabalho na biblioteca da EMEF “Dr João Maria de Araújo Júnior” em dezembro de 2009, assumindo o cargo de agente escolar, é a responsável pelo ambiente e pelo atendimento ali prestado.
            Além do trabalho de catalogação, organização e controle de retirada dos livros do acervo da escola e das apostilas de alunos, Mayra tem desenvolvido outras atividades.
É comum vê-la em sessões de leitura para os alunos, especialmente os adolescentes, onde, junto às professoras de Língua Portuguesa (Sueli, Maraci, Rosane e Viviane) realiza leitura em voz alta para fruição. No momento, tem lido Percy Jackson e o ladrão de raios, atendendo aos pedidos dos alunos. Para tanto, trouxe seu livro de casa, pois é uma assídua compradora e leitora de livros.
Participa de rodas de leitura, organiza materiais para que elas aconteçam, lê também para os pequenos do período da tarde.
No começo dessas atividades, houve um certo estranhamento por parte dos alunos que responderam principalmente com indisciplina e até desrespeito pelo espaço. Depois, através da dedicação e do empenho da profissional, os alunos foram se habituando a participar das sessões de leitura, envolvendo-se em um franco exercício para aprender a ouvir e a conversar sobre a leitura.
Mayra é formada em jornalismo pela Universidade do Sagrado Coração em Bauru e agora cursa Licenciatura em Língua Portuguesa. Tem bom conhecimento em informática, área na qual auxilia bastante a equipe de gestão, além de participar na produção de textos, bilhetes, convites e cartazetes, pois possui um senso estético apurado.

Capaz de ministrar um curso de dobraduras e origamis, a nossa agente escolar prepara um projeto para executar no segundo semestre de 2014, procurando estimular a leitura e a produção de texto. É esperar para ver!

Mayra no dia de seu aniversário (22 de maio) com as cartas dos alunos

Fazendo leitura para os alunos

Organizando os livros do PNLD para o início das aulas